Avançar para o conteúdo
VOZES DE BRONZE - O CANCIONEIRO DE CARLOS GARDEL

VOZES DE BRONZE – O CANCIONEIRO DE CARLOS GARDEL

Intérpretes:
Jonatan Alvarado, voz e guitarra
Jessica Denys, guitarra
Juan Vizán, voz
Sophia Patsi, voz

Biografias:
Jonatan Alvarado
Jonatan Alvarado iniciou os seus estudos de guitarra em Mercedes na província de Buenos Aires, e prosseguiu os seus estudos em composição e direção de orquestra na Universidad Nacional de La Plata, onde teve contacto com música antiga. Posteriormente, frequentou o Conservatorium van Amsterdam, onde concluiu o curso de canto e alaúde, nas classes de Xenia Meijer e Fred Jacobs, respetivamente.
Alvarado é diretor e cofundador do Ensemble Seconda Prattica, que se dedica à execução de obras latino-americanas do Renascimento e início do período Barroco. É também membro do agrupamento Da Tempera Velha, Sollazo Ensemble e do Concerto di Margheritta, e colabora regularmente com o alaudista Ariel Abramovich. Tem também colaborado frequentemente com outros agrupamentos como La Chimera, Club Medieval, Ensemble Phoenix, Constantinople e Armonía Concertada.
Como solista, tem actuado nos mais importantes palcos e festivais da Europa, desde o Abbey of Royaumont à Vienna Konzerthaus. O seu primeiro disco a solo, “Pajarillos Fugitivos” (Ayros 2018) foi nomeado para o International Classical Music Awards na categoria de Melhor Álbum de Música Antiga para Voz.
A atividade musical Jonatan Alvarado é caracterizada por um trabalho historicamente informado e o uso de instrumentos de época, assim como a recuperação de repertório ainda por publicar.

Jessica Denys
Jessica Denys é guitarrista de origem flamenga, com profundo interesse em interpretações musicais historicamente informadas. Foi aluna de Greet Schamp na Academie voor Muziek en Woord, perto da sua cidade natal em Wilrijk. Posteriormente, prosseguiu os seus estudos em educação musical no Conservatório Real da Antuérpia. Em julho de 2012, graduou-se com distinção no Hochschule für Musik und Theater de Hannover na classe de Frank Bungarten.
Desde cedo, Jessica sente um profundo interesse em explorar a sua versatilidade, descobrindo novas sonoridades através da guitarra. Deste modo, tem-se dedicado à investigação pela interpretação historicamente informada, especializando-se em guitarras de época, como guitarras barrocas e guitarra romântica, assim como outros instrumentos históricos do início do século XX. Como professora de música, tem colaborado com a Academie voor Muziek Woordkunst-Drama en Dans na Bélgica

Sophia Patsi
Natural de Thessaloniki, Grécia, entre uma família de músicos, Sophia Patsi concluiu com distinção o curso de Canto Lírico e Ópera no Conservatório de Classical Singing and Opera no Conservatório da sua cidade natal, na classe de Nikos Kapetas. Totalmente dedicada ao estudo da música e à arte do canto, prosseguiu os seus estudos na Alemanha, onde estudou durante um ano com Cheryl Studer. Mais tarde, mudou a sua residência para os Países Baixos, de modo a aprofundar o seu conhecimento em canto num contexto de performance historicamente informada sob a orientação de Xenia Meijer e canto lírico sob a tutela Valerie Guillorit. Atualmente, é acompanhada por Nadine Secunde e Chelsea Bonagura.

Como solista, tem atuado em salas de concerto e festivais como o Auditorium de Lyon, Opera de Dijon, a Philharmonie de Paris, o Ambronay Festival, a Concertgebouw Amsterdam, o Utrecht Early Music Festival, a Elbphilarmonie em Colónia, o Göttingen International Handel Festspiele, o Heinrich Schütz Musikfest de Dresden, entre outros.
A sua atividade musical atual inclui a participação numa produção para o canal Mezzo, na Ópera Nacional da Grécia, de Juditha Triumphans no papel de Ozias; a sua colaboração com Marina Abramovic’s performance em “The 7 deaths of Maria Callas” no Carré Theatre em Amsterdão; e as produções de “CAVES” de Alex Raul e  “SPOKEN WORD” com Lev Avitan para o Opera Forward Festival na Ópera Nacional dos Países Baixos.
Sophia tem colaborado em produções de ópera, oratórias e concertos de repertório romântico e música antiga por todo o mundo, trabalhando com maestros como Ton Koopman, Gabriel Garrido, Leonardo Garcia Alarcon, Barbara Hannigan, Valery Gergiev, Markellos Chryssicos, Gabriele Palomba, Richar

Este concerto apresenta uma coleção de canções do álbum Voces de Bronce, dedicado à música popular argentina da primeira metade do século XX.
Sugerindo uma reflexão acerca de questões de identidade cultural e conexão com o passado de uma vasta e rica herança musical latino-americana, Vozes de Bronze é uma homenagem aos cantores e compositores ancestrais da Argentina, cuja contribuição foi determinante para o sucesso internacional do tango-canção, através da manifestação simbólica das suas raízes culturais. Uma jornada às origens deste género musical, pela vitalidade que foi adquirindo através do contributo coletivo de músicos que procuravam novas sonoridades expressivas, que os unissem enquanto argentinos.

VOZES DE BRONZE – O CANCIONEIRO DE CARLOS GARDEL

Data

22 Jun 2023
Desde

Hora

21:30

Localização

Palácio Nacional de Sintra
Largo Rainha Dona Amélia, 2710-616 - Sintra
Categorias