Avançar para o conteúdo
RIVERISCO MADRE - BOUTIQUE DA CULTURA

RIVERISCO MADRE – BOUTIQUE DA CULTURA

Reverisco Madre é um monólogo feminino em duas partes. A protagonista da primeira parte é uma freira que conta, ainda que de forma brilhante, os episódios de sua vida que a conduziram à escolha monástica. Até à adolescência, quando, fruto da educação recebida e do seu próprio caráter, tomou a decisão decisão de dedicar seu amor a um único homem, de forma absoluta e definitiva, respondendo assim a essa vocação que há muito se manifestava. Mas a partir desse momento a Irmã Ginevra percebeu que alguém queria colocar limites físicos e temporais ao seu amor, obrigando-a a compartilhar os tempos, os lugares e as formas de expressá-lo com outras irmãs. Fizeram-na perder a dignidade de mulher e transformaram-na em puro instrumento de culto litúrgico. E Genebra se rebelou contra tudo isso com um ato fatal de dor: ela matou o símbolo da regra que perturbava sua alma, a Madre Superiora. Agora entendemos que o lugar de onde ela nos fala é a sala de visitas de uma prisão, e também que ela não veio para confessar nada, mas simplesmente para dizer aos seus amigos mais próximos – que estão lá para visitá-la – que a partir do dia seguinte irá tirar o véu, ficar com o corpo na prisão, mas libertar a sua alma através de um ato de redenção secular que a fará recuperar toda a sua dignidade de mulher. Sai de cena. Em cena entra agora Ofélia (mesma atriz), “Equipe Cinco: Limpeza”, obviamente uma ex-prostituta, também frequentadora habitual da mesma prisão. Ofélia apercebe-se que ainda há pessoas a espera de falar com outros reclusos. E então ela também começa a contar os episódios que a levaram a tornar-se prostituta, primeiro, e depois assassina. Ela também matou um símbolo: seu protetor, o símbolo da negação de qualquer dignidade como mulher. apenas um ato de expiação, aquela dignidade íntima e religiosa que sempre lhe foi negada. Ela, portanto, pede a todos aqueles que desejam vir conhecê-la, a partir do dia seguinte, que se dirijam a ela com o título de “Reverenda Madre”.

FICHA ARTÍSTICA

Riverisco Madre, de Carlo Picchiotti
Direção: Marzia Verdecchi
Interpretação: Ester Alfonsi

Sob a égide de: Instituto Italiano de Cultura

ABERTURA DE PORTAS

30 minutos antes do início do espetáculo.

INFORMAÇÕES ADICIONAIS

Horário de Funcionamento da Boutique da Cultura: de Seg. a Sex. das 09:30 às 13:00 e das 14:30 às 19:00 e 30 minutos antes de cada espetáculo

Mais informações em: www.boutiquedacultura.org

PREÇOS

 

RIVERISCO MADRE – BOUTIQUE DA CULTURA

Data

25 - 26 Out 2022
Expired!

Hora

21:00
Boutique da Cultura

Localização

Boutique da Cultura
Av. do Colégio Militar, 1500-187 Lisboa




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *