Avançar para o conteúdo

M#8 | “Odeio a Minha Irmã”

ESPETÁCULO#5
25 set > 16h
𝐧𝐚 𝐂𝐚𝐬𝐚 𝐝𝐚 𝐌𝐚𝐫𝐢𝐨𝐧𝐞𝐭𝐚 [𝐀𝐠𝐮𝐚𝐥𝐯𝐚-𝐂𝐚𝐜é𝐦]

𝐎𝐃𝐄𝐈𝐎 𝐀 𝐌𝐈𝐍𝐇𝐀 𝐈𝐑𝐌Ã[teatro]
teatromosca
M/6
60’

[𝐬𝐢𝐧𝐨𝐩𝐬𝐞]
“Odeio a Minha Irmã” é um espetáculo que, na verdade, se divide em duas performances com textos dramáticos do dramaturgo e encenador francês Sébastien Joanniez, para maiores de 6 anos. Uma em que escutamos a voz da irmã mais velha e outra em que o protagonismo é entregue à mais nova. Dois monólogos (“Eu não Gosto da Minha Irmã” e “Eu Quero Ser a Mais Velha!”) contrastantes em que, recorrendo ao humor e uma linguagem muito inventiva, são traçados os retratos de duas personalidades fortes. No entendimento de uma, o papel de irmã mais velha nem sempre é fácil. Por seu lado, a irmã mais nova reclama que nunca é levada a sério… “Eu odeio-a”, confessam as duas, mas nós compreendemos outra coisa: “eu amo-a”. Os textos que estão na origem deste espetáculo serão publicados na editora moscaMORTA, projeto editorial da responsabilidade do teatromosca, numa edição bilingue, com tradução para português assinada por Margarida Madeira, juntamente com outras duas peças francófonas, todas inéditas em Portugal: “Respirar (Doze Vezes)”, da dramaturga francesa Marie Suel; “Na Floresta Desaparecida”, do dramaturgo canadiano Olivier Sylvestre.

[𝐬𝐨𝐛𝐫𝐞 𝙩𝙚𝙖𝙩𝙧𝙤𝙢𝙤𝙨𝙘𝙖]
O teatromosca é uma companhia de teatro fundada em Sintra em 1999. Produziu espetáculos com textos de Eric Bogosian, John Berger, Samuel Beckett, Francisco Luís Parreira, Gil Vicente, Gao Xingjian, Sharman Macdonald, Jaime Rocha, entre outros. Coproduziu projetos com o Centro Cultural Olga Cadaval, Theatro Circo de Braga, Casa Conveniente, CAPa, Fundação Cultursintra, Lugar Comum, Festival de Sintra, Théâtre de la Tête Noire, entre outros. Recentemente, produziu a Trilogia Norte-Americana, adaptando três dos mais influentes romances norte-americanos, “Moby-Dick”; “O Som e a Fúria”; “Fahrenheit 451”, o projeto de audiowalks “MODOS DE VER: _ _ _”, os espetáculo “Anónimo”, de Jorge Palinhos, “O Triunfo das Porcas”, a partir de texto de George Orwell, ou “O Deus das Moscas”, adaptado do romance de William Golding, com direção artística de Pedro Alves. É objetivo da companhia garantir colaborações com estruturas artísticas e culturais afins, e outras instituições, de natureza diversa, de implantação local, nacional ou internacional. O teatromosca tem procurado diversificar e consolidar essa rede, envolvendo parceiros e coprodutores em todo o processo de criação dos projetos, através da sua participação em diferentes fases. Ao mesmo tempo que procura servir um circuito nacional e internacional de intercâmbio de projetos, a companhia pretende trazer para Sintra outros projetos e estruturas com quem se tem cruzado, com quem tem colaborado ou com quem tem afinidades artísticas. Desde 2017, é responsável pela gestão e programação do AMAS – Auditório Municipal António Silva, no Cacém, espaço com capacidade para 188 espetadores. Desde 2015 a companhia organiza anualmente o MUSCARIUM – Festival de Artes Performativas em Sintra, assegura a tutoria do grupo de teatro Duas Senas em parceria com o Centro de Educação para o Cidadão Deficiente de Mira Sintra, e possui um projeto editorial, a moscaMORTA.

[𝐟𝐢𝐜𝐡𝐚 𝐭é𝐜𝐧𝐢𝐜𝐚 𝐞 𝐚𝐫𝐭í𝐬𝐭𝐢𝐜𝐚]
Texto: Sébastien Joanniez | Tradução: Margarida Madeira | Criação: Pedro Alves, Milene Fialho e Carolina Figueiredo | Interpretação: Milene Fialho e Carolina Figueiredo | Ilustração: Alex Gozblau | Direção técnica e desenho de luz: Carlos Arroja | Cenografia: Pedro Silva | Operação de luz e som: Diogo Graça | Direção de produção: Inês Oliveira | Produção executiva e fotografia: Catarina Lobo | Produção: teatromosca | Apoios: Junta de Freguesia Agualva e Mira Sintra, União de Freguesias do Cacém e São Marcos e 5asec Rio de Mouro | O teatromosca é uma estrutura financiada pela República Portuguesa – Ministério da Cultura/ Direção Geral das Artes e pela Câmara Municipal de Sintra e Fundação Cultursintra

𝐁𝐈𝐋𝐇𝐄𝐓𝐄𝐈𝐑𝐀 | Entrada livre

Data

25 Set 2022
Expired!

Hora

16:00 - 17:00

Localização

Casa da Marioneta de Sintra
Parque Urbano Anta, 2735-521 Agualva-Cacém




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.