Avançar para o conteúdo
Lantana + Rodrigo Amado - Teatro do Bairro Alto

Lantana + Rodrigo Amado – Teatro do Bairro Alto

Lantana
Elemental
Elemental é o primeiro álbum de Lantana, sexteto de música improvisada e experimental formado por Joana Guerra, Maria do Mar, Helena Espvall, Maria Radich, Anna Piosik e Carla Santana. Esta viagem inaugural documentada numa edição da Cipsela Records é um convite a entrar num universo misteriosamente orgânico, criando novos mundos por onde a imaginação pode navegar sem regras nem restrições.
A apresentar esta e novas viagens, Lantana prepara-se para explorar o desconhecido no palco do TBA, num concerto de pura celebração.
Há aqui um belo encontro de escuta profunda e estruturas simples, melódicas e por vezes frágeis. É simplesmente maravilhoso, com uma alma profunda que vem de longe, da terra. Vêm da verdade!
Joëlle Léandre (compositora francesa)
The sextet of improvised/experimental music formed by Joana Guerra, Maria do Mar, Helena Espvall, Maria Radich, Anna Piosik and Carla Santana invites us, through this journey documented in the Elemental album released by Cipsela Records, to enter a mysteriously organic universe, creating new worlds where imagination can navigate without rules or restrictions, flowing like a wave, colouring landscapes and sounds.
Rodrigo Amado
Refraction Solo
Refraction Solo é o mais recente trabalho de Rodrigo Amado e o primeiro registo a solo do saxofonista, que é um dos principais responsáveis pela expansão do jazz português pela Europa nos últimos anos. Autor de um jazz explosivo descendente direto do free jazz americano dos anos 1960, o motor dos Motion Trio (ao lado do baterista Gabriel Ferrandini e do contrabaixista Miguel Mira) consolidou uma carreira pautada por colaborações com os mais relevantes improvisadores da contemporaneidade.
Em Refraction Solo, Amado propõe uma exploração insistente da melodia como método para alcançar um som cheio e magnânimo. O saxofone regressa aqui à sua expressão original enquanto instrumento precursor do modernismo na sua mecanicidade e robustez técnica, sem por isso deixar de aludir à poesia.
O tema de abertura do disco, “Sweet Freedom”, coloca-nos diante de dois hinos da Black Liberation Music: “The Freedom Suite” de Sonny Rollins e “Sweet Freedom, Now What” de Joe McPhee (companheiro de Amado no quarteto THIS IS OUR LANGUAGE). Tal como Rollins e McPhee, Amado procura atingir uma liberdade ontológica através da libertação formal, política e espiritual. Lançado pela editora austríaca Trost Records, Refraction Solo é apresentado no TBA após uma passagem pelo Jazzfest Berlin.
Rodrigo Amado apresenta-se em substituição de Evan Parker que cancelou a sua vinda a Lisboa por motivos pessoais.
Refraction Solo, released by the Austrian label Trost Records, is Portuguese saxophonist’s Rodrigo Amado’s latest work and first solo record. In Refraction Solo, Amado proposes an insistent exploration of melody as a method of achieving a full and generous sound awarding us an explosive and poetic jazz, a direct descendant of the American free jazz of the 1960s.
Freedom is the motto of Amado’s discourse while invoking the spirit of Sonny Rollins and Joe McPhee in his playing.
5-novembro
sábado 19h30
14 eur
Sala Principal
1 bilhete, 2 concertos
Duração 60 min. + 60 min.
M/6

Lantana + Rodrigo Amado – Teatro do Bairro Alto

Data

05 Nov 2022
Expired!

Hora

19:30
TBA - TEATRO BAIRRO ALTO

Localização

TBA - TEATRO BAIRRO ALTO
R. Ten. Raul Cascais 1 A, 1250-268 Lisboa




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *