Avançar para o conteúdo
Sete Lágrimas - Lyvro da Ilha de Mactan

Sete Lágrimas – Lyvro da Ilha de Mactan

30 janeiro 2022
dom: 17h
Museu do Oriente

O ano começa, no Museu do Oriente, com um concerto dedicado a Fernão de Magalhães, à sua aventura e desventura e a todos os Natais do mundo, num espetáculo do grupo Sete Lágrimas, que se realiza no dia 30 de janeiro.

Comemoram-se os 500 anos da partida de Fernão de Magalhães (1480-1521) para a primeira viagem de circum-navegação ao globo (1519-1522). A armada fez escala nas ilhas Canárias, tendo alcançado a costa da América do Sul e chegado ao Rio de Janeiro no final do ano. Após muitas desventuras, atravessou a extremidade da atual costa da Argentina, mais tarde batizada de Estreito de Magalhães. Entrou nas águas do Mar do Sul, denominando este oceano como Pacífico, por contraste às dificuldades encontradas no Estreito. A viagem prosseguiu sempre com grande dificuldade. Olhou para o céu e foi o primeiro europeu a identificar duas galáxias satélite anãs irregulares da nossa galáxia, visíveis a olho nu apenas no hemisfério Sul e mais tarde chamadas de Nuvens de Magalhães. Em 1521, alcançaram a Ilha dos Ladrões (a partir de 1668 chamadas de Ilhas Marianas) e mais tarde a Ilha de Cebu. Magalhães morreu em batalha na Ilha de Mactan, nas Filipinas, em 1521, às mãos de Lapu-Lapu (1491-1542), governador da ilha. O espetáculo Lyvro da Ilha de Mactan pretende, assim, mostrar a outra vertente da viagem, como se Magalhães tivesse seguido outros caminhos, inspirado noutra ciência ou instinto, e onde fosse sempre Natal.

Ficha técnica:

Filipe Faria, voz
Sérgio Peixoto, voz
Denys Stetsenko, violino barroco
Tiago Matias, tiorba e guitarra barroca
Mário Franco, contrabaixo
Juan de la Fuente Alcón, percussão

Data

30 Jan 2022
Expired!

Hora

17:00

Localização

Museu do Oriente
Doca de Alcantara Norte, Av. Brasília, 1350-352 Lisboa




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *