Avançar para o conteúdo

Lino Damião Apresenta Exposição de Encerramento do Espaço Espelho D’Água

O artista Angolano Lino Damião inaugura “De Lândana Ao Virei”, no dia 28 de outubro. Esta exposição conta com a curadoria de Lourdes Féria. É a última de cinco exposições apresentadas no âmbito das celebrações finais do Espaço.

O Espaço Espelho D’Água apresenta esta última exposição, à medida que se aproxima da sua data de conclusão, a 5 de novembro, após vários anos a aproximar pessoas e culturas. Recebeu mais de 300 mil pessoas em eventos privados e clientes passantes, e realizou cerca de 300 concertos e mais de 60 exposições. Inaugurado em setembro de 2014, o projeto do Espaço Espelho D’Água em Belém, Lisboa cumprirá o seu propósito. O de evidenciar neste local histórico o lado afetivo da viagem dos portugueses pelo mundo, através da gastronomia, da música e das artes plásticas.

Lino Damião tem já uma relação de longa data com o Espaço. Aqui, participou em duas exposições coletivas: “Comuting: Os das Bandas”, 2016 e “Lelu Kizua”, 2020, esta última com curadoria de João Silvério e Inês Valle. Apresenta agora “De Lândana Ao Virei”, a sua primeira exposição individual neste local.

Ao visitar esta exposição, entre os dias 28 de outubro e 5 de novembro, poderá observar várias obras do artista, todas dedicadas à pintura abstrata. Para a curadora Lourdes Féria, a exposição distingue-se pelas “desinibidas pinceladas de cor lançadas na superfície dos quadros que sugerem geografias, rapsódias musicais, horizontes abertos, padrões de pensamento, evocando ao mesmo tempo o poder perturbante do silêncio nas paisagens vazias de figuras. Nesta itinerância mental funde-se o real com o imaginário.”

Luandense de nascimento, Lino Damião inspira-se nas memórias ganhas em viagens dispersas que fez entre 2009 e 2017, compondo um mosaico de estadias diversas entre Lândana e Virei, extremos geográficos do seu vasto pais de origem. Hoje vive e trabalha em Lisboa há mais de uma década, sem nunca deixar de visitar o seu país de origem. Tem participado em várias exposições individuais e coletivas de onde se destacam: “Projeto Luandando”, FAUL Lisboa, 2022; “Kubanga Kukatula”, Porto e Lisboa, 2021; “Muros Mentales”, Cidade do México, 2018; “Na Boca do Povo”, Espaço da Fundação PMLJ, 2012; “1a Paragem: Lisboa”, 2012; Festival Literário “Rota das Letras” de Macau 2012; Feira de Arte Contemporânea de Lisboa, 2010; Trienal de Luanda, 2007; “I Bienal de Jovens Criadores da CPLP”, Cabo Verde, 1999, entre outras. As suas obras estão em coleções públicas e privadas em África, na Europa, Ásia, América do Sul e EUA.

Paralelamente colabora, desde 1992, com a produtora j.j.jazz em Luanda, na organização de concertos de jazz e exposições de pintura e fotografia subordinadas à mesma temática.

Data

28 Out 2022 - 05 Nov 2022
Expired!

Localização

Espaço Espelho d'Água
Av. Brasília, 1400-038 Lisboa




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *