Avançar para o conteúdo
LA SYLPHIDE - TEATRO CAMÕES

LA SYLPHIDE – TEATRO CAMÕES

La Sylphide é considerado o primeiro bailado romântico da história da dança. Muito embora alguns dos seus componentes, como a utilização de pontas, de saias compridas de musselina branca e o recurso a personagens que evocam seres sobrenaturais não fossem uma novidade então, é com La Sylphide que estes elementos ganham uma maior dimensão e se tornam sinónimo de bailando romântico.
Estreado a 12 de Março de 1832 na Academia Real de Música em Paris, com coreografia de Filippo Taglioni e música de Jean Schneitzhoeffer, ganhou uma enorme popularidade junto do público.
Em 1836, Augusto Bournonvile cria a sua versão coreográfica com uma nova partitura de Herman Löwenskjold para o Ballet Real da Dinamarca. Esta versão, que entrou no repertório da CNB em 1980, tornou-se também numa referência do trabalho deste mestre dinamarquês, continuando hoje em dia a ser dançada por todo o mundo.
La Sylphide relata a história do escocês James que, na manhã do seu casamento com Effie, sua noiva, é acordado por uma Sylphide, um ser alado por quem se sente imediatamente atraído. Não conseguindo deixar de pensar em Syplhide, corre para a floresta para a tentar encontrar e arranjar uma forma desta se tornar humana para que possam viver felizes para sempre. Mas o desenlace da história de James e Syplhide é trágico, ao envolve-la numa écharpe com a intenção de a trazer para a esfera humana, esta morre.
A história de La Sylphide expressa os conflitos e inquietações existentes no período Romântico. As emoções eram mais intensas e, simultaneamente, havia um forte anseio por um mundo mais puro e genuíno. Quando as ideias entravam em conflito com o mundo sensível, a existência perdia a sua harmonia.

FICHA ARTÍSTICA

Auguste Bournonville
Coreografia
Herman Löwenskjold
Música
Ferruccio Villagrossi
Cenários
Hugo Manoel
Figurinos
Pedro Martins
Desenho de Luz
Jan Linkens
Remontagem e Coreografia adicional
A anunciar
Direção de orquestra a anunciar
Orquestra a anunciar

Copenhaga, Teatro Real da Dinamarca, 28 de novembro de 1836, Ballet Real da
Estreia Absoluta
Lisboa, Teatro Nacional de São Carlos, 10 julho 1980
Estreia na CNB

PREÇOS

Plateia A – 25€

Plateia B – 20€

Plateia C – 18€

Plateia D – 15€

                   

DESCONTOS                                                                                                

Menores de 25 – 25%

Maiores de 65 – 25%

Grupos >10 pax – 15%

Cartão FNAC – 15% (até 2 bilhetes, mediante apresentação do cartão no acto da compra; apenas disponível nas bilheteiras do Teatro Camões, Teatro Nacional de São Carlos e lojas FNAC)

Cartão LisboaViva – 15% (até 2 bilhetes, mediante apresentação do cartão no acto da compra; desconto não disponível online)

Desempregados – 25% (para o próprio)

És.Cultura – 100% (para quem completa 18 anos no ano de realização do espetáculo; apenas disponível nas bilheteiras do Teatro Camões e Teatro Nacional de São Carlos)

Profissionais e estudantes da área do espetáculo – 25% (para o próprio)

Pessoas com necessidades especiais – 25% (para o próprio e máx. 1 acompanhante)

CNB em Família – 50% (até dois adultos quando acompanhados por criança(s) até 12 anos, apenas aplicável aos Sábados e Domingos)

 

ASSINATURAS

Assinatura Trimestral – 50% (mínimo 2 espetáculos; não acumulável com outros descontos; apenas disponível nas bilheteiras do Teatro Camões e Teatro Nacional de São Carlos)

 

CONDIÇÕES

Os descontos não são acumuláveis e aplicam-se em todas as plateias, exceto visibilidade reduzida e galerias;

Os lugares de visibilidade reduzida e galerias só estão disponíveis na bilheteira do Teatro Camões uma hora antes do espetáculo, em caso de lotação esgotada.

LA SYLPHIDE – TEATRO CAMÕES

Data

29 Abr 2022 - 13 Mai 2022
Expired!

Hora

20:00

Localização

Teatro Camões
Passeio do Neptuno - Parque das Nações 1990-193 Lisboa




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *