Avançar para o conteúdo
JOANNE ROBERTSON + KOOL MUSIC - GALERIA ZÉ DOS BOIS

JOANNE ROBERTSON + KOOL MUSIC – GALERIA ZÉ DOS BOIS

Joanne Robertson ouve-se como uma criação de ficção ou uma história a revelar de artista perdida de outro tempo que chega agora ao presente. Mas é tudo bem real, Robertson pertence ao agora e usa essa existência como um feitiço para atrair o ouvinte, encaixando-o num puzzle enigmático de criações de voz e guitarra. A sensibilidade de “Painting Stupid Girls”, álbum editado em 2020 na World Music, encapsulou a genuinidade e mistério da cantora em seis canções, com a naturalidade do som caseiro e um espírito DIY que carrega as delícias de cantoras folk do passado, ligando Joni Mitchell a Sibylle Baier de forma emocional. Tem um dom de conjugar o campo do real com a matéria dos sonhos. Carrega o terreno para o onírico, e vice-versa, movendo tradição folk para o experimental/avant-garde, enquanto expande a sua voz para tempo e espaços infinitos. É possível que tenha sido este dom, esta voz, que se ouve como se não existisse num qualquer lugar ou tempo que tenha conquistado Dean Blunt, e que o tenha convencido a deixar que Robertson seja uma presença que vem à cabeça assim que se pensa em “Black Metal” ou “Black Metal 2”. Por falar em Dean Blunt, aconselha-se também o álbum que gravaram em conjunto, “Walhalla”, na Textile, onde experimentam de forma aberta o que cada um pode dar ao outro. Não é por acaso que a delicadeza da folk, a voz ausente-presente de Joanne Robertson, faz lembrar Arthur Russell. Pertence ao mítico, à eterna descoberta e ao fascínio de se estar a experienciar algo que parece já não existir. Mas aqui existe, é bem real, e isso dá-lhe toda uma outra dimensão.
Viveu em Londres durante muito tempo, mas reside agora em Glasgow, com o seu marido, Jasper Baydala, ou Kool Music, a máscara que o guitarrista escolheu para as suas composições que misturam elegantemente toques de experimentalismo japonês, a linguagem expansiva de Jim O’Rourke e o respirar de Derek Bailey. “Zen Guitar”, editado em 2020 na Primordial Void, assume essas influências com uma saudável casualidade em canções de três minutos. AS

ABERTURA DE PORTAS

21h30

PREÇOS

JOANNE ROBERTSON + KOOL MUSIC – GALERIA ZÉ DOS BOIS

Data

16 Mar 2022
Expired!

Hora

22:00
Galeria Zé dos Bois (ZDB)

Localização

Galeria Zé dos Bois (ZDB)
Rua da Barroca 59 - Lisboa
Website
https://cartazculturallisboa.pt/agenda-galeria-ze-dos-bois/
Janeiro 2022
Fevereiro 2022
Abril 2022
Maio 2022
Junho 2022
No event found!
Ver Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.