Avançar para o conteúdo
CONFERÊNCIA Arroz ersatz, artefacto cultural, objeto de conhecimento, cultura indisciplinada

CONFERÊNCIA Arroz: ersatz, artefacto cultural, objeto de conhecimento, cultura indisciplinada

Arroz: ersatz, artefacto cultural, objeto de conhecimento, cultura indisciplinada

CONFERÊNCIA | 16 jul. ’24 | 10h30-12h30 | Auditório | Entrada livre

Resumo Pilar da alimentação em inúmeras sociedades não europeias e ingrediente central de pratos regionais como o risoto no norte de Itália, o arroz tem significados culturais e históricos diversos. O momento exacto da sua introdução em Itália permanece, todavia, em aberto. A análise deste período oferece-nos uma perspectiva sobre o processo de integração de novas culturas, tanto nas dietas quanto na imaginação cultural. Esta palestra aborda as respostas socioeconómicas, culturais, tecnocientíficas e médicas à expansão dos cultivos de arroz no norte de Itália entre os séculos XVI e final do XVIII. Conjugando a história dos saberes científicos e a história ambiental, refletirá sobre a forma como o arroz foi apropriado por vários actores e sobre como essas apropriações se entrelaçaram com construções diversas da paisagem e do ambiente material. Reunindo narrativas sobre o cultivo de arroz e as novas paisagens formadas pelo arroz, juntamente com os debates sobre o desenvolvimento de infraestruturas e de sistemas de conhecimento, delinear-se-á uma atenção cronológica à interacção entre humanos e os seus ambientes, centrada na evolução de práticas hidráulicas, avanços científicos, entendimentos médicos e ideologias político-económicas em momentos históricos sucessivos. A palestra destacará ainda os modos como os recursos naturais foram pensados no período moderno, estabelecendo conexões com os debates contemporâneos sobre o Antropoceno e as agências não-humanas. Sobre a autora Lavinia Maddaluno é investigadora em História Moderna no Departamento de Humanidades da Universidade Ca’ Foscari de Veneza. Historiadora da ciência interessada nos nexos entre humanos, natureza e economia na Europa do período moderno, tem publicado sobre práticas hidráulicas em Marselha durante o mercantilismo de Colbert, a produção de azeite em Roma no século XVIII, e a saúde pública na Milão renascentista. Lavinia acaba de concluir a sua primeira monografia, intitulada Science and Political Economy in Enlightened Milan (1760-1805), que será publicada pela Voltaire Foundation no outono de 2024. Recebeu várias bolsas após o doutoramento (realizado em Cambridge, Reino Unido, 2018): foi Rome Fellow na British School at Rome, Max Weber Fellow no Instituto Universitário Europeu e Warburg/I Tatti Fellow em História da Ciência. Recentemente, Lavinia ganhou uma bolsa Atlas, financiada conjuntamente pela Fondation Maison des Sciences de l’Homme e pela Fondazione Einaudi, para trabalhar num novo projeto sobre redes de conhecimento relativas ao arroz entre a França e a Itália no Iluminismo. Organizador: Miguel Carmo O IHC é financiado por fundos nacionais através da FCT — Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P., no âmbito dos projectos UIDB/04209/2020, UIDP/04209/2020 e LA/P/0132/2020 (DOI 10.54499/LA/P/0132/2020)

CONFERÊNCIA Arroz: ersatz, artefacto cultural, objeto de conhecimento, cultura indisciplinada

Data

16 Jul 2024
Desde

Hora

10:30

Localização

Biblioteca Nacional de Portugal
Biblioteca Nacional de Portugal
Campo Grande 83, 1749-081 Lisboa
Website
https://cartazculturallisboa.pt/agenda-biblioteca-nacional-de-portugal/
Translate »